Word of the Day

Friday, October 16, 2015

Tuesday, October 13, 2015

Jabuticaba

A jabuticaba –fruta nativa da Mata Atlântica e que só nasce no território brasileiro– acabou por tornar-se injustamente sinônimo de algo ruim, o que é injusto. A fruta não só é saborosa, como faz muito bem à saúde. O fato de algo existir somente no Brasil não pode ser considerado negativo. 

Não é a primeira vez que ouço essa história, mas parece que não é bem assim:

Es una planta nativa de la Mata Atlántica, en Brasil, pero se encuentra también en Paraguay donde se lo conoce por el nombre guaraní de Yva Puru o Yva Hu. Yvapurũ: yva fruta, purũ palabra onomatopéyica que reproduce el sonido de la fruta al morderla: pururũ. También hay ejemplares nativos en la provincia argentina de Corrientes y Misiones, en Bolivia, donde su distribución natural corresponde al departamento de Santa Cruz, en áreas secas o subhúmedas abajo de los 1.700 m de altitud. Dentro de Bolivia, fue reportado científicamente en las provincias Andrés Ibáñez, Obispo Santiestevan (provincia), Florida, Chiquitos y Cordillera, también se ha encontrado en Honduras y Costa Rica aunque es poco comun.

Acho que não precisa de tradução, mas em todo caso:

É um planta nativa da Mata Atlântica, no Brasil, mas encontra-se também no Paraguai, onde é conhecida pelo nome guarani de Yva Puru ou Yva Hu. Yvapurũ: yva fruta, purũ palavra onomatopeica que reproduz o som da fruta ao ser mordida: pururũ.Também há exemplares nativos na província argentina de Corrientes e Misiones, na Bolívia, onde a sua distribuição natural se dá no departamento de Santa Cruz, em áreas secas ou subúmidas abaixo de 1 700 m de altitude. Na Bolívia foi relatada cientificamente nas províncias Andrés Ibáñez, Obispo Santiestevan (interior), Florida, Chiquitos e Cordillera. Também foi encontrada em Honduras e Costa Rica, apesar de ser pouco comum.

Sunday, October 11, 2015

Ombrelone

Acabei de descobrir a palavra ombrelone em português, que não encontro no Houaiss 2009:

Na noite anterior reunira apenas um punhado de partidários em uma mesa sob um ombrelone na área externa de um restaurante para fumar um charuto e bebericar doses de licor.

É certamente de origem italiana, do italiano ombrellone, de ombrello (sombrinha, de ombra, sombra, ambos do latim umbra, também presente no umbrella inglês, guarda-chuva) + one (sufixo aumentativo). Mas qual a diferença entre o tal ombrelone e um corriqueiro guarda-sol? Será o formato? Esta imagem mais esta sugerem que sim, mas não tenho certeza. Ficaria agradecido se alguém me explicasse.  

Monday, October 5, 2015

コミュニティー・カレッジ (community college)

It is interesting how Japanese is becoming more and more Americanized. コミュニティー・カレッジ is not only an Anglicism, but also mimics the American pronunciation of the word community college. Transliterated: komyunitii karejji, with a カ (ka) in the second word, not a コ (ko).

Friday, October 2, 2015

Capitães e compassos

Aposto que os meus leitores, assim como eu, não sabiam da importância que têm os compassos para os capitães, mormente na orientação marítima.

Eu paguei US$ 2.500 para atravessar do Egito até a Sicília. Ficamos 17 dias no barco porque o capitão perdeu o compasso e não sabíamos para onde ir.

Para quem não matou a charada: trata-se nada mais nada menos de um erro de tradução. Compass é inglês neste caso não é compasso, é BÚSSOLA!